Novas receitas

Red Lobster faz parceria com a Seafood Watch para melhorar a sustentabilidade

Red Lobster faz parceria com a Seafood Watch para melhorar a sustentabilidade


Em 15 de maio, a Red Lobster anunciou sua parceria com o programa de observação de frutos do mar do Monterey Bay Aquarium. A parceria está alinhada com os objetivos de sustentabilidade do Red Lobster e do aquário sem fins lucrativos; ambas as organizações têm grandes esperanças no impacto positivo da parceria.

O programa Seafood Watch está focado em encorajar a compra sustentável de frutos do mar na esperança de melhorar a viabilidade a longo prazo da pesca em grande escala. O programa já tem mais de 340 parceiros de negócios e trabalha com mais de 1.000 parceiros em negócios, restaurantes e conservação para aumentar a conscientização sobre as opções de frutos do mar.

A rede de frutos do mar, famosa por itens do cardápio como seu infinito camarão, usará dados científicos do aquário para informar as decisões sobre onde compra seus frutos do mar. Como um dos maiores compradores de frutos do mar do mundo, a Red Lobster tem compradores em mais de 20 países.

“Juntos, acreditamos que há uma tremenda oportunidade de ter um impacto positivo em toda a indústria de frutos do mar e na saúde de nossos oceanos”, disse Kim Lopdrup, CEO do Red Lobster, ao The Daily Meal.

A rede também planeja usar os dados do Seafood Watch para educar tanto os hóspedes dos restaurantes quanto os membros da equipe sobre como fazer escolhas sustentáveis ​​com frutos do mar.

A parceria é um dos primeiros passos em direção ao compromisso “Frutos do Mar com Padrões” da rede de restaurantes, anunciado em fevereiro. A Red Lobster se comprometeu publicamente a servir frutos do mar rastreáveis, sustentáveis ​​e de origem responsável. “Estas são mais do que apenas palavras em nosso menu”, anunciou o site da rede de frutos do mar, “é nossa promessa de que todos os frutos do mar que servimos são provenientes dos mais altos padrões”.

“Aplaudimos a Red Lobster por seu compromisso”, disse Julie Packard, diretora executiva do Monterey Bay Aquarium, em um comunicado à imprensa. “Isso envia um forte sinal ao mercado: frotas pesqueiras e produtores de aquicultura serão recompensados ​​por adotar práticas que apoiem ecossistemas oceânicos saudáveis. Em última análise, isso significará melhores escolhas para todos que gostam de frutos do mar. ”

Para aqueles que procuram fazer compras sustentáveis ​​de frutos do mar em casa, bem como enquanto estão fora para comer, você pode querer primeiro verificar estes fatos surpreendentes sobre frutos do mar em supermercados.


Blogs

Pratos regionais e nacionais excepcionais podem ser encontrados nas Ilhas Britânicas, inspirados por nossa rica história e culturas diversas. Lançada em 2002, a British Food Fortnight é a maior celebração nacional da comida e bebida britânica, realizada todo outono durante o festival da colheita.

Em comemoração à quinzena, nossos locais estão desfrutando de deliciosos pratos, incluindo tortas escocesas feitas na hora, salsichas Glamorgan com cebola roxa e chutney de chili e torta de frango e presunto.

Perguntamos ao nosso chefe de cozinha, Chris Ince, por que ele acredita que a compra de produtos britânicos é tão importante: “Simplificando, usar ingredientes frescos e sazonais sempre tornará sua comida mais saborosa.

“Mas, além de comida saborosa, ao comprar produtos locais você está apoiando os negócios locais e, portanto, a economia. Também há benefícios ambientais, já que a comida tem menos milhas para viajar para chegar ao seu prato. Ao usar suprimentos britânicos em vez de produtos importados, você está ajudando a reduzir as emissões de carbono e proteger o campo britânico. ”

O Best of British opera em todo o nosso negócio e sustenta nossa Filosofia Alimentar em ambos os serviços de catering Angel Hill Food Co e Academy. Sempre trabalharemos com nossos fornecedores, para garantir que possamos servir os produtos mais frescos dos melhores produtores britânicos.

Aqui estão alguns motivos pelos quais celebramos a comida britânica:

Acreditamos que, ao usar ingredientes de origem local de alta qualidade, nossos chefs podem criar alimentos de qualidade excepcional, ao mesmo tempo que apoiam a economia local e o meio ambiente. Temos orgulho de ter relacionamentos extensos com fornecedores em todo o Reino Unido, da Cornualha às Terras Altas da Escócia.

A carne bovina britânica é considerada uma das mais saborosas do mundo e, como resultado, nossas raças britânicas nativas são altamente cobiçadas em todo o mundo.

Como um dos poucos países que oferecem aos consumidores a opção de comprar carne suína criada ao ar livre, o Reino Unido é um dos líderes mundiais em bem-estar suíno. Ele também faz alguns dos nossos pratos britânicos mais populares - linguiças e purê, um bap de linguiça (ou dependendo de onde você mora uma espiga, bridie ou oggie!) E o rolinho de linguiça favorito na hora do almoço.

Nutricionalmente, a ovelha é naturalmente rica em proteínas, sendo uma das poucas fontes de Ácido Linoléico Conjugado (CLA), que promove a construção muscular e a perda de gordura. O cordeiro também contém uma infinidade de outras vitaminas e minerais, incluindo zinco, selênio, fósforo e ferro.

A criação de ovelhas é extremamente benéfica para o meio ambiente, pois o uso extensivo de pastagens ajuda a proteger espécies raras de plantas e animais selvagens.

Mais de 40% da carne consumida no Reino Unido é frango, tornando-a, de longe, a carne favorita do país. As regulamentações britânicas significam que as aves rotuladas como britânicas devem vir de aves que nasceram, foram criadas e abatidas no Reino Unido.

Como uma marca de qualidade e segurança, todos os ovos que carregam a marca British Lion foram produzidos sob rigorosos requisitos. Se um ovo estiver marcado com a marca British Lion, significa que todas as etapas do processo foram verificadas de forma independente para garantir que os padrões sejam atendidos, incluindo a vacinação contra salmonela. O British Lion agora se tornou uma das marcas de segurança alimentar de maior sucesso do Reino Unido, com mais de 90% dos ovos do Reino Unido agora produzidos seguindo suas diretrizes rígidas.

O leite e seus derivados são importantes fontes de diversos nutrientes, incluindo cálcio, iodo e proteínas, que contribuem para uma dieta nutricional. O leite é um alimento básico para a geladeira no Reino Unido e a Farming UK diz que 98,5% das famílias compram leite líquido quando o apreciam espirrando em nossos flocos de milho e em nosso chá.

De Cheddar a Cheshire, Brie a Binham Blue e Stilton a Stinking Bishop, a Grã-Bretanha produz uma grande quantidade de queijo. Na verdade, existem cerca de 700 queijos nomeados produzidos no Reino Unido, que são 100 tipos de queijo a mais do que a França. Muitos dos queijos produzidos no Reino Unido são alimentos únicos e protegidos que receberam o status DOP ou IGP.

Fish and chips é conhecido como um prato britânico icônico, mas a Grã-Bretanha tem muito mais a oferecer quando se trata de frutos do mar, como salmão escocês, ostras da Cornualha e mexilhões galeses. Baixo em calorias, rico em proteínas e rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, o peixe é uma parte extremamente importante da dieta. Os frutos do mar são ricos em vitaminas A e D e são uma fonte fantástica de ácidos graxos ômega 3.

Com o recente aumento do vegetarianismo e veganismo, o consumo de vegetais está aumentando e estamos gostando de experimentar novas e emocionantes maneiras de cozinhá-los e comê-los.

A Quinzena de Alimentos Britânicos marca a mudança do verão para o inverno, onde vemos novas frutas e vegetais entrando na temporada. Com o inverno se aproximando, começaremos a ver abóboras e maçãs cada vez mais disponíveis. Embalado com vitamina C para estimular nosso sistema imunológico, eles ajudarão a proteger nosso corpo contra gripes e resfriados de inverno.

Veg de segunda classe - tarifas de segunda classe com um sabor de primeira classe

Os chamados vegetais “feios” ou “vacilantes” são uma grande fonte de desperdício de alimentos no Reino Unido. Acredita-se que até 25% das maçãs, 20% das cebolas e 13% das batatas cultivadas no Reino Unido são jogadas fora por razões cosméticas. Temos orgulho da variedade de produtos sazonais e “vegetais feios” que normalmente seriam jogados fora para criar pratos deliciosos para nossos clientes.

Descubra mais sobre nossa campanha de Vegetais Feios aqui: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“As lojas da quinta são uma excelente forma de encontrar ingredientes locais sazonais para desfrutar. Não tenha medo de pegar algo incomum que você possa não reconhecer e peça conselhos sobre o que você pode fazer com isso. British Food Fortnight é um ótimo momento para experimentar algo novo e celebrar os sabores regionais e nacionais pelos quais somos famosos ”, disse Chris.


Blogs

Pratos regionais e nacionais excepcionais podem ser encontrados nas Ilhas Britânicas, inspirados por nossa rica história e culturas diversas. Lançada em 2002, a British Food Fortnight é a maior celebração nacional da comida e bebida britânica, realizada todo outono durante o festival da colheita.

Em comemoração à quinzena, nossos locais estão desfrutando de deliciosos pratos, incluindo tortas escocesas feitas na hora, salsichas Glamorgan com cebola roxa e chutney de chili e torta de frango e presunto.

Perguntamos ao nosso chefe de cozinha, Chris Ince, por que ele acredita que a compra de produtos britânicos é tão importante: “Simplificando, usar ingredientes frescos e sazonais sempre tornará sua comida mais saborosa.

“Mas, além de comida saborosa, ao comprar produtos locais você está apoiando os negócios locais e, portanto, a economia. Há também benefícios ambientais, já que a comida tem menos milhas para viajar para chegar ao seu prato. Ao usar suprimentos britânicos em vez de produtos importados, você está ajudando a reduzir as emissões de carbono e proteger o campo britânico. ”

O Best of British opera em todo o nosso negócio e sustenta nossa Filosofia Alimentar em ambos os serviços de catering Angel Hill Food Co e Academy. Sempre trabalharemos com nossos fornecedores, para garantir que possamos servir os produtos mais frescos dos melhores produtores britânicos.

Aqui estão alguns motivos pelos quais celebramos a comida britânica:

Acreditamos que, ao usar ingredientes de origem local de alta qualidade, nossos chefs podem criar alimentos de qualidade excepcional, ao mesmo tempo que apoiam a economia local e o meio ambiente. Temos orgulho de ter relacionamentos extensos com fornecedores em todo o Reino Unido, da Cornualha às Terras Altas da Escócia.

A carne bovina britânica é considerada uma das mais saborosas do mundo e, como resultado, nossas raças britânicas nativas são altamente cobiçadas em todo o mundo.

Como um dos poucos países que oferecem aos consumidores a opção de comprar carne suína criada ao ar livre, o Reino Unido é um dos líderes mundiais em bem-estar suíno. Ele também faz alguns dos nossos pratos britânicos mais populares - linguiças e purê, um bap de linguiça (ou dependendo de onde você mora uma espiga, bridie ou oggie!) E o rolinho de linguiça favorito na hora do almoço.

Nutricionalmente, o cordeiro é naturalmente rico em proteínas, sendo uma das poucas fontes de Ácido Linoléico Conjugado (CLA), que promove a construção muscular e a perda de gordura. O cordeiro também contém uma infinidade de outras vitaminas e minerais, incluindo zinco, selênio, fósforo e ferro.

A criação de ovelhas é extremamente benéfica para o meio ambiente, pois o uso extensivo de pastagens ajuda a proteger espécies raras de plantas e animais selvagens.

Mais de 40% da carne consumida no Reino Unido é frango, tornando-a, de longe, a carne favorita do país. As regulamentações britânicas significam que as aves rotuladas como britânicas devem vir de aves que nasceram, foram criadas e abatidas no Reino Unido.

Como uma marca de qualidade e segurança, todos os ovos que carregam a marca British Lion foram produzidos sob rigorosos requisitos. Se um ovo estiver marcado com a marca British Lion, significa que todas as etapas do processo foram verificadas de forma independente para garantir que os padrões sejam atendidos, incluindo a vacinação contra salmonela. O British Lion agora se tornou uma das marcas de segurança alimentar de maior sucesso do Reino Unido, com mais de 90% dos ovos do Reino Unido agora produzidos seguindo suas diretrizes rígidas.

O leite e seus derivados são importantes fontes de diversos nutrientes, incluindo cálcio, iodo e proteínas, que contribuem para uma dieta nutricional. O leite é um alimento básico para a geladeira no Reino Unido e a Farming UK diz que 98,5% das famílias compram leite líquido quando o apreciam espirrando em nossos flocos de milho e em nosso chá.

De Cheddar a Cheshire, Brie a Binham Blue e Stilton a Stinking Bishop, a Grã-Bretanha produz uma grande quantidade de queijo. Na verdade, existem cerca de 700 queijos nomeados produzidos no Reino Unido, que são 100 tipos de queijo a mais do que a França. Muitos dos queijos produzidos no Reino Unido são alimentos únicos e protegidos que receberam o status DOP ou IGP.

Fish and chips é conhecido como um prato britânico icônico, mas a Grã-Bretanha tem muito mais a oferecer quando se trata de frutos do mar, como salmão escocês, ostras da Cornualha e mexilhões galeses. Baixo em calorias, rico em proteínas e rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, o peixe é uma parte extremamente importante da dieta. Os frutos do mar são ricos em vitaminas A e D e são uma fonte fantástica de ácidos graxos ômega 3.

Com o recente aumento do vegetarianismo e veganismo, o consumo de vegetais está aumentando e estamos gostando de experimentar novas e emocionantes maneiras de cozinhá-los e comê-los.

A Quinzena de Alimentos Britânicos marca a mudança do verão para o inverno, onde vemos novas frutas e vegetais entrando na temporada. Com o inverno se aproximando, começaremos a ver abóboras e maçãs cada vez mais disponíveis. Embalado com vitamina C para estimular nosso sistema imunológico, eles ajudarão a proteger nosso corpo contra gripes e resfriados de inverno.

Veg de segunda classe - tarifas de segunda classe com um sabor de primeira classe

Os chamados vegetais “feios” ou “vacilantes” são uma grande fonte de desperdício de alimentos no Reino Unido. Acredita-se que até 25% das maçãs, 20% das cebolas e 13% das batatas cultivadas no Reino Unido são jogadas fora por razões cosméticas. Temos orgulho da variedade de produtos sazonais e “vegetais feios” que normalmente seriam jogados fora para criar pratos deliciosos para nossos clientes.

Descubra mais sobre nossa campanha de Vegetais Feios aqui: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“As lojas da quinta são uma excelente forma de encontrar ingredientes locais sazonais para desfrutar. Não tenha medo de pegar algo incomum que você possa não reconhecer e peça conselhos sobre o que você pode fazer com isso. British Food Fortnight é um ótimo momento para experimentar algo novo e celebrar os sabores regionais e nacionais pelos quais somos famosos ”, disse Chris.


Blogs

Pratos regionais e nacionais excepcionais podem ser encontrados nas Ilhas Britânicas, inspirados por nossa rica história e culturas diversas. Lançada em 2002, a British Food Fortnight é a maior celebração nacional da comida e bebida britânica, realizada todo outono durante o festival da colheita.

Em comemoração à quinzena, nossos locais estão desfrutando de deliciosos pratos, incluindo tortas escocesas feitas na hora, salsichas Glamorgan com cebola roxa e chutney de chili e torta de frango e presunto.

Perguntamos ao nosso chefe de cozinha, Chris Ince, por que ele acredita que a compra de produtos britânicos é tão importante: “Simplificando, usar ingredientes frescos e sazonais sempre tornará sua comida mais saborosa.

“Mas, além de comida saborosa, ao comprar produtos locais você está apoiando os negócios locais e, portanto, a economia. Também há benefícios ambientais, já que a comida tem menos milhas para viajar para chegar ao seu prato. Ao usar suprimentos britânicos em vez de produtos importados, você está ajudando a reduzir as emissões de carbono e proteger o campo britânico. ”

O Best of British opera em todo o nosso negócio e sustenta nossa Filosofia Alimentar em ambos os serviços de catering Angel Hill Food Co e Academy. Sempre trabalharemos com nossos fornecedores, para garantir que possamos servir os produtos mais frescos dos melhores produtores britânicos.

Aqui estão alguns motivos pelos quais celebramos a comida britânica:

Acreditamos que, ao usar ingredientes de origem local de alta qualidade, nossos chefs podem criar alimentos de qualidade excepcional, ao mesmo tempo que apoiam a economia local e o meio ambiente. Temos orgulho de ter um amplo relacionamento com fornecedores em todo o Reino Unido, da Cornualha às Terras Altas da Escócia.

A carne bovina britânica é considerada uma das mais saborosas do mundo e, como resultado, nossas raças britânicas nativas são altamente cobiçadas em todo o mundo.

Como um dos poucos países que oferecem aos consumidores a opção de comprar carne suína criada ao ar livre, o Reino Unido é um dos líderes mundiais em bem-estar suíno. Ele também faz alguns dos nossos pratos britânicos mais populares - linguiças e purê, um bap de linguiça (ou dependendo de onde você mora uma espiga, bridie ou oggie!) E o rolinho de linguiça favorito na hora do almoço.

Nutricionalmente, a ovelha é naturalmente rica em proteínas, sendo uma das poucas fontes de Ácido Linoléico Conjugado (CLA), que promove a construção muscular e a perda de gordura. O cordeiro também contém uma infinidade de outras vitaminas e minerais, incluindo zinco, selênio, fósforo e ferro.

A criação de ovelhas é extremamente benéfica para o meio ambiente, o uso extensivo de pastagens ajuda a proteger espécies raras de plantas e animais selvagens.

Mais de 40% da carne consumida no Reino Unido é frango, tornando-a, de longe, a carne favorita do país. As regulamentações britânicas significam que as aves rotuladas como britânicas devem vir de aves que nasceram, foram criadas e abatidas no Reino Unido.

Como uma marca de qualidade e segurança, todos os ovos que carregam a marca British Lion foram produzidos sob rigorosos requisitos. Se um ovo estiver marcado com a marca British Lion, significa que todas as etapas do processo foram verificadas de forma independente para garantir que os padrões sejam atendidos, incluindo a vacinação contra salmonela. O British Lion agora se tornou uma das marcas de segurança alimentar de maior sucesso do Reino Unido, com mais de 90% dos ovos do Reino Unido agora produzidos seguindo suas diretrizes rígidas.

O leite e seus derivados são importantes fontes de diversos nutrientes, incluindo cálcio, iodo e proteínas, que contribuem para uma dieta nutricional. O leite é um alimento básico para a geladeira no Reino Unido e a Farming UK diz que 98,5% das famílias compram leite líquido quando o apreciam espirrando em nossos flocos de milho e em nosso chá.

De Cheddar a Cheshire, Brie a Binham Blue e Stilton a Stinking Bishop, a Grã-Bretanha produz uma grande quantidade de queijo. Na verdade, existem cerca de 700 queijos nomeados produzidos no Reino Unido, que são 100 tipos de queijo a mais do que a França. Muitos dos queijos produzidos no Reino Unido são alimentos únicos e protegidos que receberam o status DOP ou IGP.

Fish and chips é conhecido como um prato britânico icônico, mas a Grã-Bretanha tem muito mais a oferecer quando se trata de frutos do mar, como salmão escocês, ostras da Cornualha e mexilhões galeses. Baixo em calorias, rico em proteínas e rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, o peixe é uma parte extremamente importante da dieta. Os frutos do mar são ricos em vitaminas A e D e são uma fonte fantástica de ácidos graxos ômega 3.

Com o recente aumento do vegetarianismo e do veganismo, o consumo de vegetais está aumentando e estamos gostando de experimentar novas e emocionantes maneiras de cozinhá-los e comê-los.

A Quinzena de Comida Britânica marca a mudança do verão para o inverno, onde vemos novas frutas e vegetais entrando na temporada. Com o inverno se aproximando, começaremos a ver abóboras e maçãs cada vez mais disponíveis. Embalado com vitamina C para estimular nosso sistema imunológico, eles ajudarão a proteger nosso corpo contra gripes e resfriados de inverno.

Veg de segunda classe - tarifas de segunda classe com um sabor de primeira classe

Os chamados vegetais “feios” ou “vacilantes” são uma grande fonte de desperdício de alimentos no Reino Unido. Acredita-se que até 25% das maçãs, 20% das cebolas e 13% das batatas cultivadas no Reino Unido são jogadas fora por razões cosméticas. Temos orgulho da variedade de produtos sazonais e “vegetais feios” que normalmente seriam jogados fora para criar pratos deliciosos para nossos clientes.

Descubra mais sobre nossa campanha de Vegetais Feios aqui: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“As lojas da quinta são uma excelente forma de encontrar ingredientes locais sazonais para desfrutar. Não tenha medo de pegar algo incomum que você possa não reconhecer e peça conselhos sobre o que você pode fazer com isso. British Food Fortnight é um ótimo momento para experimentar algo novo e celebrar os sabores regionais e nacionais pelos quais somos famosos ”, disse Chris.


Blogs

Pratos regionais e nacionais excepcionais podem ser encontrados nas Ilhas Britânicas, inspirados por nossa rica história e culturas diversas. Lançada em 2002, a British Food Fortnight é a maior celebração nacional da comida e bebida britânica, realizada todo outono durante o festival da colheita.

Em comemoração à quinzena, nossos locais estão desfrutando de deliciosos pratos, incluindo tortas escocesas feitas na hora, salsichas Glamorgan com cebola roxa e chutney de chili e torta de frango e presunto.

Perguntamos ao nosso chefe de cozinha, Chris Ince, por que ele acredita que a compra de produtos britânicos é tão importante: “Simplificando, usar ingredientes frescos e sazonais sempre tornará sua comida mais saborosa.

“Mas, além de alimentos saborosos, ao comprar produtos locais você está apoiando os negócios locais e, portanto, a economia. Há também benefícios ambientais, já que a comida tem menos milhas para viajar para chegar ao seu prato. Ao usar suprimentos britânicos em vez de produtos importados, você está ajudando a reduzir as emissões de carbono e proteger o campo britânico. ”

O Best of British opera em todo o nosso negócio e sustenta nossa Filosofia Alimentar em ambos os serviços de catering Angel Hill Food Co e Academy. Sempre trabalharemos com nossos fornecedores, para garantir que possamos servir os produtos mais frescos dos melhores produtores britânicos.

Aqui estão alguns motivos pelos quais celebramos a comida britânica:

Acreditamos que, ao usar ingredientes de origem local de alta qualidade, nossos chefs podem criar alimentos de qualidade excepcional, ao mesmo tempo que apoiam a economia local e o meio ambiente. Temos orgulho de ter um amplo relacionamento com fornecedores em todo o Reino Unido, da Cornualha às Terras Altas da Escócia.

A carne bovina britânica é considerada uma das mais saborosas do mundo e, como resultado, nossas raças britânicas nativas são altamente cobiçadas em todo o mundo.

Como um dos poucos países que oferecem aos consumidores a opção de comprar carne suína criada ao ar livre, o Reino Unido é um dos líderes mundiais em bem-estar suíno. Ele também faz alguns dos nossos pratos britânicos mais populares - linguiças e purê, um bap de linguiça (ou dependendo de onde você mora uma espiga, bridie ou oggie!) E o rolinho de linguiça favorito na hora do almoço.

Nutricionalmente, a ovelha é naturalmente rica em proteínas, sendo uma das poucas fontes de Ácido Linoléico Conjugado (CLA), que promove a construção muscular e a perda de gordura. O cordeiro também contém uma infinidade de outras vitaminas e minerais, incluindo zinco, selênio, fósforo e ferro.

A criação de ovelhas é extremamente benéfica para o meio ambiente, o uso extensivo de pastagens ajuda a proteger espécies raras de plantas e animais selvagens.

Mais de 40% da carne consumida no Reino Unido é frango, tornando-a, de longe, a carne favorita do país. As regulamentações britânicas significam que as aves rotuladas como britânicas devem vir de aves que nasceram, foram criadas e abatidas no Reino Unido.

Como uma marca de qualidade e segurança, todos os ovos que carregam a marca British Lion foram produzidos sob rigorosos requisitos. Se um ovo estiver marcado com a marca British Lion, significa que todas as etapas do processo foram verificadas de forma independente para garantir que os padrões sejam atendidos, incluindo a vacinação contra salmonela. O British Lion agora se tornou uma das marcas de segurança alimentar de maior sucesso do Reino Unido, com mais de 90% dos ovos do Reino Unido agora produzidos seguindo suas diretrizes rígidas.

O leite e seus derivados são importantes fontes de diversos nutrientes, incluindo cálcio, iodo e proteínas, que contribuem para uma dieta nutricional. O leite é um alimento básico para a geladeira no Reino Unido e a Farming UK diz que 98,5% das famílias compram leite líquido quando o apreciam espirrando em nossos flocos de milho e em nosso chá.

De Cheddar a Cheshire, Brie a Binham Blue e Stilton a Stinking Bishop, a Grã-Bretanha produz uma grande quantidade de queijo. Na verdade, existem cerca de 700 queijos nomeados produzidos no Reino Unido, que são 100 tipos de queijo a mais do que a França. Muitos dos queijos produzidos no Reino Unido são alimentos únicos e protegidos que receberam o status DOP ou IGP.

Fish and chips é conhecido como um prato britânico icônico, mas a Grã-Bretanha tem muito mais a oferecer quando se trata de frutos do mar, como salmão escocês, ostras da Cornualha e mexilhões galeses. Baixo em calorias, rico em proteínas e rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, o peixe é uma parte extremamente importante da dieta. Os frutos do mar são ricos em vitaminas A e D e são uma fonte fantástica de ácidos graxos ômega 3.

Com o recente aumento do vegetarianismo e veganismo, o consumo de vegetais está aumentando e estamos gostando de experimentar novas e emocionantes maneiras de cozinhá-los e comê-los.

A Quinzena de Comida Britânica marca a mudança do verão para o inverno, onde vemos novas frutas e vegetais entrando na temporada. Com o inverno se aproximando, começaremos a ver abóboras e maçãs cada vez mais disponíveis. Embalado com vitamina C para estimular nosso sistema imunológico, eles ajudarão a proteger nosso corpo contra gripes e resfriados de inverno.

Veg de segunda classe - tarifas de segunda classe com um sabor de primeira classe

Os chamados vegetais “feios” ou “vacilantes” são uma grande fonte de desperdício de alimentos no Reino Unido. Acredita-se que até 25% das maçãs, 20% das cebolas e 13% das batatas cultivadas no Reino Unido são jogadas fora por razões cosméticas. Temos orgulho da variedade de produtos sazonais e “vegetais feios” que normalmente seriam jogados fora para criar pratos deliciosos para nossos clientes.

Descubra mais sobre nossa campanha de Vegetais Feios aqui: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“As lojas da quinta são uma excelente forma de encontrar ingredientes locais e sazonais para desfrutar. Não tenha medo de pegar algo incomum que você possa não reconhecer e peça conselhos sobre o que você pode fazer com isso. British Food Fortnight é um ótimo momento para experimentar algo novo e celebrar os sabores regionais e nacionais pelos quais somos famosos ”, disse Chris.


Blogs

Pratos regionais e nacionais excepcionais podem ser encontrados nas Ilhas Britânicas, inspirados por nossa rica história e culturas diversas. Lançada em 2002, a British Food Fortnight é a maior celebração nacional da comida e bebida britânica, realizada todo outono durante o festival da colheita.

Em comemoração à quinzena, nossos locais estão desfrutando de deliciosos pratos, incluindo tortas escocesas feitas na hora, salsichas Glamorgan com cebola roxa e chutney de chili e torta de frango e presunto.

Perguntamos ao nosso chefe de cozinha, Chris Ince, por que ele acredita que a compra de produtos britânicos é tão importante: “Simplificando, usar ingredientes frescos e sazonais sempre tornará sua comida mais saborosa.

“Mas, além de comida saborosa, ao comprar produtos locais você está apoiando os negócios locais e, portanto, a economia. Há também benefícios ambientais, já que a comida tem menos milhas para viajar para chegar ao seu prato. Ao usar suprimentos britânicos em vez de produtos importados, você está ajudando a reduzir as emissões de carbono e proteger o campo britânico. ”

O Best of British está presente em todo o nosso negócio e sustenta nossa Filosofia Alimentar em nossos serviços de catering Angel Hill Food Co e Academy. Sempre trabalharemos com nossos fornecedores, para garantir que possamos servir os produtos mais frescos dos melhores produtores britânicos.

Aqui estão alguns motivos pelos quais celebramos a comida britânica:

Acreditamos que, ao usar ingredientes de origem local de alta qualidade, nossos chefs podem criar alimentos de qualidade excepcional, ao mesmo tempo que apoiam a economia local e o meio ambiente. Temos orgulho de ter um amplo relacionamento com fornecedores em todo o Reino Unido, da Cornualha às Terras Altas da Escócia.

A carne bovina britânica é considerada uma das mais saborosas do mundo e, como resultado, nossas raças britânicas nativas são altamente cobiçadas em todo o mundo.

Como um dos poucos países que oferecem aos consumidores a opção de comprar carne suína criada ao ar livre, o Reino Unido é um dos líderes mundiais em bem-estar suíno. Ele também faz alguns dos nossos pratos britânicos mais populares - linguiças e purê, um bap de linguiça (ou dependendo de onde você mora uma espiga, bridie ou oggie!) E o rolinho de linguiça favorito na hora do almoço.

Nutricionalmente, a ovelha é naturalmente rica em proteínas, sendo uma das poucas fontes de Ácido Linoléico Conjugado (CLA), que promove a construção muscular e a perda de gordura. O cordeiro também contém uma infinidade de outras vitaminas e minerais, incluindo zinco, selênio, fósforo e ferro.

A criação de ovelhas é extremamente benéfica para o meio ambiente, pois o uso extensivo de pastagens ajuda a proteger espécies raras de plantas e animais selvagens.

Mais de 40% da carne consumida no Reino Unido é frango, tornando-a, de longe, a carne favorita do país. As regulamentações britânicas significam que as aves rotuladas como britânicas devem vir de aves que nasceram, foram criadas e abatidas no Reino Unido.

Como uma marca de qualidade e segurança, todos os ovos que carregam a marca British Lion foram produzidos sob rigorosos requisitos. Se um ovo estiver marcado com a marca British Lion, significa que todas as etapas do processo foram verificadas de forma independente para garantir que os padrões sejam atendidos, incluindo a vacinação contra salmonela. O British Lion agora se tornou uma das marcas de segurança alimentar de maior sucesso do Reino Unido, com mais de 90% dos ovos do Reino Unido agora produzidos seguindo suas diretrizes rígidas.

O leite e seus derivados são fontes importantes de diversos nutrientes, incluindo cálcio, iodo e proteínas, que contribuem para uma dieta nutricional. O leite é um alimento básico para a geladeira no Reino Unido e a Farming UK diz que 98,5% das famílias compram leite líquido quando o apreciam espirrando em nossos flocos de milho e em nosso chá.

De Cheddar a Cheshire, Brie a Binham Blue e Stilton a Stinking Bishop, a Grã-Bretanha produz uma grande quantidade de queijo. Na verdade, existem cerca de 700 queijos nomeados produzidos no Reino Unido, que são 100 tipos de queijo a mais do que a França. Muitos dos queijos produzidos no Reino Unido são alimentos únicos e protegidos que receberam o status DOP ou IGP.

Fish and chips é conhecido como um prato britânico icônico, mas a Grã-Bretanha tem muito mais a oferecer quando se trata de frutos do mar, como salmão escocês, ostras da Cornualha e mexilhões galeses. Baixo em calorias, rico em proteínas e rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, o peixe é uma parte extremamente importante da dieta. Os frutos do mar são ricos em vitaminas A e D e são uma fonte fantástica de ácidos graxos ômega 3.

Com o recente aumento do vegetarianismo e do veganismo, o consumo de vegetais está aumentando e estamos gostando de experimentar novas e emocionantes maneiras de cozinhá-los e comê-los.

A Quinzena de Alimentos Britânicos marca a mudança do verão para o inverno, onde vemos novas frutas e vegetais entrando na temporada. Com o inverno se aproximando, começaremos a ver abóboras e maçãs cada vez mais disponíveis. Embalado com vitamina C para estimular nosso sistema imunológico, eles ajudarão a proteger nosso corpo contra gripes e resfriados de inverno.

Veg de segunda classe - tarifas de segunda classe com um sabor de primeira classe

Os chamados vegetais “feios” ou “vacilantes” são uma grande fonte de desperdício de alimentos no Reino Unido. Acredita-se que até 25% das maçãs, 20% das cebolas e 13% das batatas cultivadas no Reino Unido são jogadas fora por razões cosméticas. Temos orgulho da variedade de produtos sazonais e “vegetais feios” que normalmente seriam jogados fora para criar pratos deliciosos para nossos clientes.

Descubra mais sobre nossa campanha de Vegetais Feios aqui: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“As lojas da quinta são uma excelente forma de encontrar ingredientes locais sazonais para desfrutar. Não tenha medo de pegar algo incomum que você possa não reconhecer e peça conselhos sobre o que você pode fazer com isso. British Food Fortnight é um ótimo momento para experimentar algo novo e celebrar os sabores regionais e nacionais pelos quais somos famosos ”, disse Chris.


Blogs

Exceptional regional and national dishes can be found across the British Isles, inspired by our rich history and diverse cultures. Launched in 2002, British Food Fortnight is the largest national celebration of British food and drink, it is held every autumn during the harvest festival.

In celebration of the fortnight, our sites are enjoying delicious dishes including freshly made Scotch pies, Glamorgan sausages with red onion & chilli chutney and chicken and ham pie.

We asked our Chef Director, Chris Ince, why he believes buying British is so important: “Put simply, using fresh, seasonal ingredients will always make your food taste better.

“But beyond great tasting food, by buying local you are supporting local businesses and thus the economy. There are also environmental benefits as the food has fewer miles to travel to get to your plate, by using British supplies instead of imported goods you are helping to reduce carbon emissions and protect the British countryside.”

Best of British runs throughout our business and underpins our Food Philosophy in both our Angel Hill Food Co and Academy catering services. We’ll always work with our suppliers, to ensure we can serve the freshest produce from the best British producers.

Here are some reasons we celebrate British Food:

We believe that by using high quality, locally sourced ingredients our chefs can create food of an exceptional quality whilst, also supporting the local economy and the environment. We are proud to have extensive relationships with suppliers from across the UK, from Cornwall to the Scottish Highlands.

British beef is considered some of the best tasting in the world, and as a result our native British breeds are highly coveted across the world.

As one of the few countries that give consumers the option to buy outdoor reared pork, the UK is one of the world leaders in pig welfare. It also makes some of our most popular British dishes – sausages and mash, a sausage bap (or dependent where you live a cob, bridie or oggie!) and the lunchtime favourite sausage roll.

Nutritionally lamb is naturally rich in protein, it is one of the few sources of Conjugated Linoleic Acid (CLA), which promotes muscle building and fat loss. Lamb also contains a plethora of other vitamins and minerals including zinc, selenium, phosphorus and iron.

Sheep farming is hugely beneficial to the environment the extensive use of grazing helps protect rare plant and wildlife species.

Over 40% of the meat that eaten in the UK is chicken, making it the nation’s favourite meat by far. British regulations means that poultry labelled as British is required to come from birds that have were born, reared and slaughtered in the UK.

As a mark of quality and safety, all eggs that carry the British Lion mark have been produced under the stringent requirements. If an egg is marked with the British Lion mark, it means all stages of the process have been independently checked to ensure standards are met, including salmonella vaccinations. The British Lion has now become one of the UK’s most successful food safety marks, with over 90% of the UK eggs now produced following their strict guidelines.

Milk and dairy products are important sources of several nutrients, including calcium, iodine and protein, which contribute to a nutritional diet. Milk is a fridge staple in the UK and Farming UK says 98.5% households buy liquid milk as enjoy it splashed over our cornflakes and in our tea.

From Cheddar to Cheshire, Brie to Binham Blue, and Stilton to Stinking Bishop, Britain produces a huge quantity of cheese. In fact, there are around 700 named cheeses produced in the UK, which is 100 more types of cheese than France. Many of the cheeses produced in the UK are unique and, protected foods that have been awarded PDO or PGI status.

Fish and chips is well known as an iconic British dish, but Britain has lots more to offer when it comes to seafood such as Scottish salmon, Cornish oysters and welsh mussels. Low in calories, high in protein and rich in vitamins, minerals and natural oils, fish is a hugely important part of the diet. Seafood is rich in vitamins A and D and is a fantastic source of Omega 3 fatty acids.

With the recent increase in vegetarianism and veganism, the consumption of vegetables is on the rise and we’re enjoying experimenting with new and exciting ways we can cook and eat them.

British Food Fortnight marks the shift from summer to winter, where we see new fruit and vegetables coming into season. With winter approaching, we will start seeing butternut squashes and apples becoming more readily available. Packed with vitamin C to boost our immune systems, they will help in protecting our bodies against winter colds and flu.

Second class Veg – Second class rates with a first-class taste

So called “ugly” or “wonky” veg is a huge source of food waste in the UK. It is believed that up to 25% of apples, 20% of onions and 13% of potatoes grown in the UK are thrown away for cosmetic reasons. We are proud of the range of seasonal products and “ugly veg” that would ordinarily be thrown away to create delicious dishes for our clients.

Find out more about our Ugly Veg campaign here: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“Farm shops are an excellent way to be able to find local, seasonal ingredients to enjoy. Don’t be afraid to pick up something unusual you might not recognise and, ask for advice on what you can do with it. British Food Fortnight is a great time to try something new and celebrate the regional and national flavours we are famous for,” said Chris.


Blogs

Exceptional regional and national dishes can be found across the British Isles, inspired by our rich history and diverse cultures. Launched in 2002, British Food Fortnight is the largest national celebration of British food and drink, it is held every autumn during the harvest festival.

In celebration of the fortnight, our sites are enjoying delicious dishes including freshly made Scotch pies, Glamorgan sausages with red onion & chilli chutney and chicken and ham pie.

We asked our Chef Director, Chris Ince, why he believes buying British is so important: “Put simply, using fresh, seasonal ingredients will always make your food taste better.

“But beyond great tasting food, by buying local you are supporting local businesses and thus the economy. There are also environmental benefits as the food has fewer miles to travel to get to your plate, by using British supplies instead of imported goods you are helping to reduce carbon emissions and protect the British countryside.”

Best of British runs throughout our business and underpins our Food Philosophy in both our Angel Hill Food Co and Academy catering services. We’ll always work with our suppliers, to ensure we can serve the freshest produce from the best British producers.

Here are some reasons we celebrate British Food:

We believe that by using high quality, locally sourced ingredients our chefs can create food of an exceptional quality whilst, also supporting the local economy and the environment. We are proud to have extensive relationships with suppliers from across the UK, from Cornwall to the Scottish Highlands.

British beef is considered some of the best tasting in the world, and as a result our native British breeds are highly coveted across the world.

As one of the few countries that give consumers the option to buy outdoor reared pork, the UK is one of the world leaders in pig welfare. It also makes some of our most popular British dishes – sausages and mash, a sausage bap (or dependent where you live a cob, bridie or oggie!) and the lunchtime favourite sausage roll.

Nutritionally lamb is naturally rich in protein, it is one of the few sources of Conjugated Linoleic Acid (CLA), which promotes muscle building and fat loss. Lamb also contains a plethora of other vitamins and minerals including zinc, selenium, phosphorus and iron.

Sheep farming is hugely beneficial to the environment the extensive use of grazing helps protect rare plant and wildlife species.

Over 40% of the meat that eaten in the UK is chicken, making it the nation’s favourite meat by far. British regulations means that poultry labelled as British is required to come from birds that have were born, reared and slaughtered in the UK.

As a mark of quality and safety, all eggs that carry the British Lion mark have been produced under the stringent requirements. If an egg is marked with the British Lion mark, it means all stages of the process have been independently checked to ensure standards are met, including salmonella vaccinations. The British Lion has now become one of the UK’s most successful food safety marks, with over 90% of the UK eggs now produced following their strict guidelines.

Milk and dairy products are important sources of several nutrients, including calcium, iodine and protein, which contribute to a nutritional diet. Milk is a fridge staple in the UK and Farming UK says 98.5% households buy liquid milk as enjoy it splashed over our cornflakes and in our tea.

From Cheddar to Cheshire, Brie to Binham Blue, and Stilton to Stinking Bishop, Britain produces a huge quantity of cheese. In fact, there are around 700 named cheeses produced in the UK, which is 100 more types of cheese than France. Many of the cheeses produced in the UK are unique and, protected foods that have been awarded PDO or PGI status.

Fish and chips is well known as an iconic British dish, but Britain has lots more to offer when it comes to seafood such as Scottish salmon, Cornish oysters and welsh mussels. Low in calories, high in protein and rich in vitamins, minerals and natural oils, fish is a hugely important part of the diet. Seafood is rich in vitamins A and D and is a fantastic source of Omega 3 fatty acids.

With the recent increase in vegetarianism and veganism, the consumption of vegetables is on the rise and we’re enjoying experimenting with new and exciting ways we can cook and eat them.

British Food Fortnight marks the shift from summer to winter, where we see new fruit and vegetables coming into season. With winter approaching, we will start seeing butternut squashes and apples becoming more readily available. Packed with vitamin C to boost our immune systems, they will help in protecting our bodies against winter colds and flu.

Second class Veg – Second class rates with a first-class taste

So called “ugly” or “wonky” veg is a huge source of food waste in the UK. It is believed that up to 25% of apples, 20% of onions and 13% of potatoes grown in the UK are thrown away for cosmetic reasons. We are proud of the range of seasonal products and “ugly veg” that would ordinarily be thrown away to create delicious dishes for our clients.

Find out more about our Ugly Veg campaign here: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“Farm shops are an excellent way to be able to find local, seasonal ingredients to enjoy. Don’t be afraid to pick up something unusual you might not recognise and, ask for advice on what you can do with it. British Food Fortnight is a great time to try something new and celebrate the regional and national flavours we are famous for,” said Chris.


Blogs

Exceptional regional and national dishes can be found across the British Isles, inspired by our rich history and diverse cultures. Launched in 2002, British Food Fortnight is the largest national celebration of British food and drink, it is held every autumn during the harvest festival.

In celebration of the fortnight, our sites are enjoying delicious dishes including freshly made Scotch pies, Glamorgan sausages with red onion & chilli chutney and chicken and ham pie.

We asked our Chef Director, Chris Ince, why he believes buying British is so important: “Put simply, using fresh, seasonal ingredients will always make your food taste better.

“But beyond great tasting food, by buying local you are supporting local businesses and thus the economy. There are also environmental benefits as the food has fewer miles to travel to get to your plate, by using British supplies instead of imported goods you are helping to reduce carbon emissions and protect the British countryside.”

Best of British runs throughout our business and underpins our Food Philosophy in both our Angel Hill Food Co and Academy catering services. We’ll always work with our suppliers, to ensure we can serve the freshest produce from the best British producers.

Here are some reasons we celebrate British Food:

We believe that by using high quality, locally sourced ingredients our chefs can create food of an exceptional quality whilst, also supporting the local economy and the environment. We are proud to have extensive relationships with suppliers from across the UK, from Cornwall to the Scottish Highlands.

British beef is considered some of the best tasting in the world, and as a result our native British breeds are highly coveted across the world.

As one of the few countries that give consumers the option to buy outdoor reared pork, the UK is one of the world leaders in pig welfare. It also makes some of our most popular British dishes – sausages and mash, a sausage bap (or dependent where you live a cob, bridie or oggie!) and the lunchtime favourite sausage roll.

Nutritionally lamb is naturally rich in protein, it is one of the few sources of Conjugated Linoleic Acid (CLA), which promotes muscle building and fat loss. Lamb also contains a plethora of other vitamins and minerals including zinc, selenium, phosphorus and iron.

Sheep farming is hugely beneficial to the environment the extensive use of grazing helps protect rare plant and wildlife species.

Over 40% of the meat that eaten in the UK is chicken, making it the nation’s favourite meat by far. British regulations means that poultry labelled as British is required to come from birds that have were born, reared and slaughtered in the UK.

As a mark of quality and safety, all eggs that carry the British Lion mark have been produced under the stringent requirements. If an egg is marked with the British Lion mark, it means all stages of the process have been independently checked to ensure standards are met, including salmonella vaccinations. The British Lion has now become one of the UK’s most successful food safety marks, with over 90% of the UK eggs now produced following their strict guidelines.

Milk and dairy products are important sources of several nutrients, including calcium, iodine and protein, which contribute to a nutritional diet. Milk is a fridge staple in the UK and Farming UK says 98.5% households buy liquid milk as enjoy it splashed over our cornflakes and in our tea.

From Cheddar to Cheshire, Brie to Binham Blue, and Stilton to Stinking Bishop, Britain produces a huge quantity of cheese. In fact, there are around 700 named cheeses produced in the UK, which is 100 more types of cheese than France. Many of the cheeses produced in the UK are unique and, protected foods that have been awarded PDO or PGI status.

Fish and chips is well known as an iconic British dish, but Britain has lots more to offer when it comes to seafood such as Scottish salmon, Cornish oysters and welsh mussels. Low in calories, high in protein and rich in vitamins, minerals and natural oils, fish is a hugely important part of the diet. Seafood is rich in vitamins A and D and is a fantastic source of Omega 3 fatty acids.

With the recent increase in vegetarianism and veganism, the consumption of vegetables is on the rise and we’re enjoying experimenting with new and exciting ways we can cook and eat them.

British Food Fortnight marks the shift from summer to winter, where we see new fruit and vegetables coming into season. With winter approaching, we will start seeing butternut squashes and apples becoming more readily available. Packed with vitamin C to boost our immune systems, they will help in protecting our bodies against winter colds and flu.

Second class Veg – Second class rates with a first-class taste

So called “ugly” or “wonky” veg is a huge source of food waste in the UK. It is believed that up to 25% of apples, 20% of onions and 13% of potatoes grown in the UK are thrown away for cosmetic reasons. We are proud of the range of seasonal products and “ugly veg” that would ordinarily be thrown away to create delicious dishes for our clients.

Find out more about our Ugly Veg campaign here: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“Farm shops are an excellent way to be able to find local, seasonal ingredients to enjoy. Don’t be afraid to pick up something unusual you might not recognise and, ask for advice on what you can do with it. British Food Fortnight is a great time to try something new and celebrate the regional and national flavours we are famous for,” said Chris.


Blogs

Exceptional regional and national dishes can be found across the British Isles, inspired by our rich history and diverse cultures. Launched in 2002, British Food Fortnight is the largest national celebration of British food and drink, it is held every autumn during the harvest festival.

In celebration of the fortnight, our sites are enjoying delicious dishes including freshly made Scotch pies, Glamorgan sausages with red onion & chilli chutney and chicken and ham pie.

We asked our Chef Director, Chris Ince, why he believes buying British is so important: “Put simply, using fresh, seasonal ingredients will always make your food taste better.

“But beyond great tasting food, by buying local you are supporting local businesses and thus the economy. There are also environmental benefits as the food has fewer miles to travel to get to your plate, by using British supplies instead of imported goods you are helping to reduce carbon emissions and protect the British countryside.”

Best of British runs throughout our business and underpins our Food Philosophy in both our Angel Hill Food Co and Academy catering services. We’ll always work with our suppliers, to ensure we can serve the freshest produce from the best British producers.

Here are some reasons we celebrate British Food:

We believe that by using high quality, locally sourced ingredients our chefs can create food of an exceptional quality whilst, also supporting the local economy and the environment. We are proud to have extensive relationships with suppliers from across the UK, from Cornwall to the Scottish Highlands.

British beef is considered some of the best tasting in the world, and as a result our native British breeds are highly coveted across the world.

As one of the few countries that give consumers the option to buy outdoor reared pork, the UK is one of the world leaders in pig welfare. It also makes some of our most popular British dishes – sausages and mash, a sausage bap (or dependent where you live a cob, bridie or oggie!) and the lunchtime favourite sausage roll.

Nutritionally lamb is naturally rich in protein, it is one of the few sources of Conjugated Linoleic Acid (CLA), which promotes muscle building and fat loss. Lamb also contains a plethora of other vitamins and minerals including zinc, selenium, phosphorus and iron.

Sheep farming is hugely beneficial to the environment the extensive use of grazing helps protect rare plant and wildlife species.

Over 40% of the meat that eaten in the UK is chicken, making it the nation’s favourite meat by far. British regulations means that poultry labelled as British is required to come from birds that have were born, reared and slaughtered in the UK.

As a mark of quality and safety, all eggs that carry the British Lion mark have been produced under the stringent requirements. If an egg is marked with the British Lion mark, it means all stages of the process have been independently checked to ensure standards are met, including salmonella vaccinations. The British Lion has now become one of the UK’s most successful food safety marks, with over 90% of the UK eggs now produced following their strict guidelines.

Milk and dairy products are important sources of several nutrients, including calcium, iodine and protein, which contribute to a nutritional diet. Milk is a fridge staple in the UK and Farming UK says 98.5% households buy liquid milk as enjoy it splashed over our cornflakes and in our tea.

From Cheddar to Cheshire, Brie to Binham Blue, and Stilton to Stinking Bishop, Britain produces a huge quantity of cheese. In fact, there are around 700 named cheeses produced in the UK, which is 100 more types of cheese than France. Many of the cheeses produced in the UK are unique and, protected foods that have been awarded PDO or PGI status.

Fish and chips is well known as an iconic British dish, but Britain has lots more to offer when it comes to seafood such as Scottish salmon, Cornish oysters and welsh mussels. Low in calories, high in protein and rich in vitamins, minerals and natural oils, fish is a hugely important part of the diet. Seafood is rich in vitamins A and D and is a fantastic source of Omega 3 fatty acids.

With the recent increase in vegetarianism and veganism, the consumption of vegetables is on the rise and we’re enjoying experimenting with new and exciting ways we can cook and eat them.

British Food Fortnight marks the shift from summer to winter, where we see new fruit and vegetables coming into season. With winter approaching, we will start seeing butternut squashes and apples becoming more readily available. Packed with vitamin C to boost our immune systems, they will help in protecting our bodies against winter colds and flu.

Second class Veg – Second class rates with a first-class taste

So called “ugly” or “wonky” veg is a huge source of food waste in the UK. It is believed that up to 25% of apples, 20% of onions and 13% of potatoes grown in the UK are thrown away for cosmetic reasons. We are proud of the range of seasonal products and “ugly veg” that would ordinarily be thrown away to create delicious dishes for our clients.

Find out more about our Ugly Veg campaign here: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“Farm shops are an excellent way to be able to find local, seasonal ingredients to enjoy. Don’t be afraid to pick up something unusual you might not recognise and, ask for advice on what you can do with it. British Food Fortnight is a great time to try something new and celebrate the regional and national flavours we are famous for,” said Chris.


Blogs

Exceptional regional and national dishes can be found across the British Isles, inspired by our rich history and diverse cultures. Launched in 2002, British Food Fortnight is the largest national celebration of British food and drink, it is held every autumn during the harvest festival.

In celebration of the fortnight, our sites are enjoying delicious dishes including freshly made Scotch pies, Glamorgan sausages with red onion & chilli chutney and chicken and ham pie.

We asked our Chef Director, Chris Ince, why he believes buying British is so important: “Put simply, using fresh, seasonal ingredients will always make your food taste better.

“But beyond great tasting food, by buying local you are supporting local businesses and thus the economy. There are also environmental benefits as the food has fewer miles to travel to get to your plate, by using British supplies instead of imported goods you are helping to reduce carbon emissions and protect the British countryside.”

Best of British runs throughout our business and underpins our Food Philosophy in both our Angel Hill Food Co and Academy catering services. We’ll always work with our suppliers, to ensure we can serve the freshest produce from the best British producers.

Here are some reasons we celebrate British Food:

We believe that by using high quality, locally sourced ingredients our chefs can create food of an exceptional quality whilst, also supporting the local economy and the environment. We are proud to have extensive relationships with suppliers from across the UK, from Cornwall to the Scottish Highlands.

British beef is considered some of the best tasting in the world, and as a result our native British breeds are highly coveted across the world.

As one of the few countries that give consumers the option to buy outdoor reared pork, the UK is one of the world leaders in pig welfare. It also makes some of our most popular British dishes – sausages and mash, a sausage bap (or dependent where you live a cob, bridie or oggie!) and the lunchtime favourite sausage roll.

Nutritionally lamb is naturally rich in protein, it is one of the few sources of Conjugated Linoleic Acid (CLA), which promotes muscle building and fat loss. Lamb also contains a plethora of other vitamins and minerals including zinc, selenium, phosphorus and iron.

Sheep farming is hugely beneficial to the environment the extensive use of grazing helps protect rare plant and wildlife species.

Over 40% of the meat that eaten in the UK is chicken, making it the nation’s favourite meat by far. British regulations means that poultry labelled as British is required to come from birds that have were born, reared and slaughtered in the UK.

As a mark of quality and safety, all eggs that carry the British Lion mark have been produced under the stringent requirements. If an egg is marked with the British Lion mark, it means all stages of the process have been independently checked to ensure standards are met, including salmonella vaccinations. The British Lion has now become one of the UK’s most successful food safety marks, with over 90% of the UK eggs now produced following their strict guidelines.

Milk and dairy products are important sources of several nutrients, including calcium, iodine and protein, which contribute to a nutritional diet. Milk is a fridge staple in the UK and Farming UK says 98.5% households buy liquid milk as enjoy it splashed over our cornflakes and in our tea.

From Cheddar to Cheshire, Brie to Binham Blue, and Stilton to Stinking Bishop, Britain produces a huge quantity of cheese. In fact, there are around 700 named cheeses produced in the UK, which is 100 more types of cheese than France. Many of the cheeses produced in the UK are unique and, protected foods that have been awarded PDO or PGI status.

Fish and chips is well known as an iconic British dish, but Britain has lots more to offer when it comes to seafood such as Scottish salmon, Cornish oysters and welsh mussels. Low in calories, high in protein and rich in vitamins, minerals and natural oils, fish is a hugely important part of the diet. Seafood is rich in vitamins A and D and is a fantastic source of Omega 3 fatty acids.

With the recent increase in vegetarianism and veganism, the consumption of vegetables is on the rise and we’re enjoying experimenting with new and exciting ways we can cook and eat them.

British Food Fortnight marks the shift from summer to winter, where we see new fruit and vegetables coming into season. With winter approaching, we will start seeing butternut squashes and apples becoming more readily available. Packed with vitamin C to boost our immune systems, they will help in protecting our bodies against winter colds and flu.

Second class Veg – Second class rates with a first-class taste

So called “ugly” or “wonky” veg is a huge source of food waste in the UK. It is believed that up to 25% of apples, 20% of onions and 13% of potatoes grown in the UK are thrown away for cosmetic reasons. We are proud of the range of seasonal products and “ugly veg” that would ordinarily be thrown away to create delicious dishes for our clients.

Find out more about our Ugly Veg campaign here: angelhillfood.co/fighting-food-waste

“Farm shops are an excellent way to be able to find local, seasonal ingredients to enjoy. Don’t be afraid to pick up something unusual you might not recognise and, ask for advice on what you can do with it. British Food Fortnight is a great time to try something new and celebrate the regional and national flavours we are famous for,” said Chris.


Assista o vídeo: Eating Fish Advice; False Labeling; Red Lobsters Crabfest; Legal Sea Foods Line